PROJETO LESTE LIMPA

PROJETO LESTE LIMPA

O progresso de Fortaleza pode ter sufocado a natureza em diversos pontos da cidade. Mas, felizmente diversos jovens do entorno da Avenida Leste Oeste se uniram para mudar essa situação.  Pelo menos duas vezes por mês cerca de 40 jovens e adolescentes se reúnem com a ideia de recolher lixo, renovar locais e conscientizar toda uma população. Eles fazem parte do Projeto Leste Limpa.

Tão importante quanto preservar a natureza e limpar o lixo da praia, o projeto une pessoas. E tem o objetivo de conscientizar a respeito da preservação ambiental e socializar. “Isso é tão gratificante quanto desafiante, pois além de se ter o benefício da praia limpa, também há a propagação do respeito, da solidariedade e da preservação para a comunidade carente do entorno da Leste Oeste”, conta o voluntário Josafá Apolinário.

O projeto se mantém com doações dos voluntários e da renda de uma loja própria especializada em moda. No dia a dia é dividido em duas partes: uma limpeza simples na praia a cada 15 dias e um “braço” do Leste Limpa chamado Leste Go, onde também é realizada uma limpeza na praia, mas com outras atividades como música, dança e uma roda de conversa sobre preservação e conscientização ambiental.

De acordo com Riguelme  Dias, articulador e organizador do projeto, o Leste Limpa começou a partir da conscientização de banhistas que se reuniram e passaram a realizar a limpeza. Com o tempo a demanda aumentou, mas a quantidade de participantes mobilizados pela mudança, também. “Através do Leste Limpa nasceram outros projetos também porque a juventude está se organizando, formando coletivos, explica Riquelme.

O Coletivo Natora é o melhor exemplo e se anuncia como organização comunitária que trabalha arte, cultura e lazer nas periferias. Entre as iniciativas estão o “Cineminha” para crianças, “Na Tora Convida” onde são convidadas atrações influentes no meio social para conversar com os jovens, “Perifa Games” onde são disponibilizados videogames para crianças carentes na Praça da Castanhola, “Sarau na Torarte” que une arte e a cultura também na praça, para a comunidade usufruir de graça, além de oficinas de artesanato, reciclagem e filmes educativos.

O objetivo do pensamento coletivo é parar de pensar apenas em nós mesmos, como é bastante comum nos dias atuais. Que tal olhar mais ao nosso redor, para o local onde vivemos e para o futuro? Além disso, incentivar a cultura e a arte para pessoas carentes da comunidade e fazer com que elas se sintam menos marginalizadas, passando a ver o local onde vivem com um outro olhar.

Assim fica mais fácil evitar o caminho das drogas, da violência e da criminalidade. “Nosso trabalho é de formiguinha. Cada formiga que a gente traz, deixa de estar na rua. Esse é o impacto maior, ver um pivete não querendo pegar uma arma e se interessando por um livro”, revela sorrindo Larissa Paiva, articuladora comunitária.

Para conhecer mais e ajudar o Projeto Leste Limpa você pode acessar Instagram: @coletivonatora, Facebook: Coletivo Na Tora ou  e-mail: [email protected] Conheça as outras histórias finalistas e vote no Prêmio Social Esporte Clube 2018.